Gilka Girardello
Encontro com Gilka Girardello e Carlos Stegemann ocorrerá na segunda (6)
Será realizado no Centro de Educação Continuada mais um encontro do Clube da Leitura: a gente catarinense em foco.  Gilka Girardello e Carlos Stegemann são os autores convidados e compartilharão experiências com professores e demais profissionais da educação. A conversa acontecerá na segunda-feira (06/10), das 13h às 17h, no Centro de Educação Continuada da Secretaria Municipal de Florianópolis, na Rua Ferreira Lima, 82, Centro.
Gilka nasceu em Getúlio Vargas, no Rio Grande do Sul, passou a infância em Porto Alegre, mas se considera catarinense, pois se mudou para a capital de Santa Catarina há 29 anos. É professora do Programa de Pós-Graduação em Educação e do curso de pedagogia na Universidade Federal de Santa Catarina. É doutora em comunicação com pós-doutorado em Educação pela City University de Nova York. Entre suas obras estão os contos infantis “Margarida quer ser pata” e “O sonho mais roxo de Maria Rosa”.
Em “Margarida quer ser pata”, Gilka reconta a história das autoras Fernanda Areão da Silva Franconi e Gabriela Franzoni Correa, publicada no ano de 1965. A protagonista é Bibi, que fala pelos cotovelos. Sua avó, Fernanda, cria a história da Pata Margarida, com acontecimentos pelos quais ela e a neta já passaram. Já “O Sonho mais roxo de Maria Rosa”, tem como personagens uma família de hipopótamos roxos que habitam os sonhos da protagonista. 
A ponte sumiu
Carlos Stegeman é natural de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, e veio para Florianópolis aos 20 anos. Foi alfabetizado pela mãe com 4 anos de idade e criou gosto pela leitura através de gibis e livros do Monteiro Lobato. Estudou Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina e já trabalhou no Jornal do Brasil, O Estado, Correio do Povo e nas revistas Globo Rural e Pequenas Empresas Grandes Negócios.
É autor do livro infanto-juvenil “A Ponte Sumiu”. Nele, há Maria Vitória, uma jovem que investiga o suposto sumiço da Ponte Hercílio Luz, cartão-postal de Florianópolis.

O Clube da Leitura é desenvolvido pelo Departamento de Bibliotecas e tem como objetivo incentivar a leitura na rede municipal. Além de propiciar a formação dos profissionais no campo literário, o projeto também leva escritores para escolas e núcleos de Educação de Jovens, Adultos e Idosos (EJA).


Waleska De Francheschi (Chefe do Departamento de Bibliotecas da SME)
Ricardo Medeiros (Assessor de Comunicação Social da SME):

Post A Comment: