Emergência Hospital Celso Ramos  Foto: Ricardo Moura /Norte da Ilha

A Secretaria de Estado da Saúde informa a situação das Emergências dos hospitais Florianópolis, Celso Ramos, Regional de São José e Instituto de Cardiologia de Santa Catarina nesta quarta-feira, 27:

Hospital Florianópolis – Até o fim da manhã, 36 pessoas aguardavam atendimento no saguão. Nas últimas 24 horas, o hospital, que é referência em ortopedia, atendeu 60 pacientes na Emergência ortopédica, 306 na Emergência geral e 122 na Emergência pediátrica.

Hospital Celso Ramos - Na Emergência da unidade localizada em Florianópolis, 13 pessoas aguardavam atendimento até o final da manhã, com 16 pacientes internados e 10 em observação. Nas últimas 24 horas, a Emergência recebeu 263 pessoas. Deste total, 77 eram para Ortopedia (em geral, pessoas que sofreram acidentes de trânsito); 149 para clinica médica e 37 para clínica cirúrgica.

Instituto de Cardiologia – Dois pacientes estavam sendo atendidos até o final da manhã na Emergência desta instituição localizada em São José. Nenhum paciente aguardava consulta e 55 pessoas estavam internadas, sendo oito na Emergência semi-intensiva, quatro na reanimação, 12 no repouso, e outros 31 na medicação. Até o fim da manhã, havia 67 pessoas nas unidades de internação e 11 na ala coronária. Nas últimas 24h, o Instituto de Cardiologia atendeu 41 pessoas na Emergência e fez 18 novas internações. Há um total de 133 pacientes internados no instituto.

Hospital Regional de São José - A Emergência geral tinha 72 pacientes internados até o final da manhã. O atendimento é feito de acordo com a gravidade dos casos, a partir da classificação de risco feita pelo Núcleo Interno de Regulação (NIR). No saguão, 29 pessoas aguardavam consulta. Nas últimas 24 horas, foram realizados 342 atendimentos nas emergências geral, ortopédica, oftalmológica e obstétrica. Na emergência pediátrica, foram feitos 179 atendimentos. O quadro geral do Hospital Regional de São José é de 289 pacientes internados. Nas ultimas 24 horas, foram realizadas 58 internações. No Regional, cerca de 80% dos casos que chegam à Emergência são ambulatoriais - ou seja, situações que podem ser resolvidas nos postos de saúde.

A Secretaria de Estado da Saúde orienta a população a primeiro procurar os centros de saúde dos seus municípios. Os postos de saúde e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) estão aptos a atender situações de urgência, que são aqueles em que a pessoa não corre riscos.


Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde

Post A Comment: