Banda Aerocirco - Foto: Divulgação
O movimento Clube da Luta completa 10 anos em 2016 e ganha uma exposição multimídia e com recursos de acessibilidade no Museu da Imagem e do Som (MIS/SC), administrado pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC) no Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis. A abertura será marcada pelo show da banda All Stars, formada por integrantes de vários grupos, no espaço expositivo do Museu, no dia 8 de setembro, às 19h.

Clube da Luta – 10 Anos traz 700 imagens deste importante movimento independente e colaborativo da cena cultural/musical de Santa Catarina, documentado através das lentes do fotógrafo Cassiano Ferraz, selecionadas entre 20 mil fotos. Nesta exposição, que seguirá aberta à visitação até 16 de outubro, além das fotografias, o público poderá conferir clipes das bandas que fizeram parte do Clube; exibição do documentário Clube da Luta (O Mago, 2010); e exposição de cartazes, CDs, clipagem de notícias, entre outros materiais promocionais reunidos pelas bandas. A mostra ainda terá som ambiente com músicas das várias bandas da Grande Florianópolis que movimentaram a cena musical entre os anos de 2006 e 2009. A produção da exposição é de Jennifer Candido.

A exposição tem ainda outra particularidade: como fará parte da programação da Semana Inclusiva da Grande Florianópolis, o show de abertura será totalmente interpretado em Libras pela professora Natália Rigo, da Universidade do Estado de Santa Catarina. Além disso, de 20 a 25 de setembro, as fotografias da mostra serão instaladas em altura reduzida para facilitar a visualização do público cadeirante; os vídeos exibidos apresentarão legendas para o público com deficiência auditiva; e as fichas técnicas terão versão em Braille para possibilitar a leitura ao público com deficiência visual.

Programação paralela

Além da exposição multimídia, o MIS/SC será palco de outros dois eventos relacionados à mostra: uma oficina sobre fotografia de shows, que será ministrada no dia 17 de setembro, com o fotógrafo Cassiano Ferraz e com interpretação em Libras com a professora Natália Rigo; e o Discotecando no MIS, no dia 23 de setembro, com a participação dos DJs Grazi Meyer e Gustavo Monteiro, que também faziam parte do Clube da Luta. Ambas as atrações terão entrada gratuita.

Sobre o Clube da Luta

O Clube da Luta surgiu em 2006 e ocorria no Café Fios e Formas, localizado embaixo da Ponte Hercílio Luz. Após um ano de shows neste endereço, migrou para o Centro Cultural Mané Paulo (hoje Célula Showcase), no bairro João Paulo, sede do Clube da Luta até seu encerramento.

Além de Florianópolis, a festa foi realizada em cidades como Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ) e Concórdia (SC), sempre com shows de bandas autorais. Participaram de edições do Clube da Luta artistas com reconhecimento nacional, como Cachorro Grande, Carlos Trilha, Kid Vinil, Curumin, Rebeca Matta, Mekron, entre outros. Passaram pelo palco do evento, ainda, as seguintes bandas: Missiva, Coletivo Operante, Maltines, Andrey e a Baba do Dragão de Komodo, Luciano Bilu, Kratera, Da Caverna, John Bala Jones, Aerocirco, Kronix, Gubas& Os Possíveis Budas, Os Berbigão, Samambaia Sound Club, Jeremias Sem Cão, Tijuquera, Ilha de Nós, Rufus, entre outras convidadas. As festas também eram embaladas por DJs comandados por Zé Pereira (Gustavo Monteiro).


Serviço:

O quê: Exposição Clube da Luta - 10 Anos
Onde: Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC) - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Avenida Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Abertura: 8 de setembro, às 19h
Visitação: de 9 de setembro a 16 de outubro, de terça-feira a domingo, das 10h às 21h
Entrada gratuita
Informações: (48) 3664-2650

Post A Comment: