Impulsionado pelo dia dos pais, segundo semestre começa com otimismo

        O mês de agosto, que tem o dia dos pais como a primeira data comemorativa do varejo no segundo semestre, foi de presentes mais caros e volume de vendas enxuto para os empresários em Santa Catarina. Pesquisa da Federação das CDLs de Santa Catarina (FCDL/SC) e Fecomércio SC apontam que o tíquete médio nas lojas catarinenses ficou em R$ 170,27 no varejo. O resultado é 7,9% maior do que 2015, embora o ganho real tenha sido menor do que a inflação do período (8,74%). Diante disso, eventos lançados para motivar o consumidor se mostraram eficientes, como a segunda edição do Mega Feirão Regional, promovido pela Rede Berlanda, que registrou a venda de um produto a cada 40 segundos.

        Outros números destacam a ação, promovida em Lages no final de agosto: 50% dos itens vendidos foram produzidos pelas empresas do grupo, como colchões e estofados. Além disso, 70% das vendas foram à vista ou cartão e 90% das compras a prazo foram recompra. O maior volume de itens vendidos foi da linha de eletroportáteis.

        “Em junho tivemos uma experiência muito bem-sucedida em Curitibanos, quando mais de cinco mil pessoas prestigiaram o evento”, conta Eloir Tluszc, gerente de vendas da rede. “Além de oferecer uma experiência diferenciada, estimulando o interesse pela compra, ações como esta são muito positivas para aproximar a comunidade da marca”, complementa. A ação da maior rede de móveis e eletroeletrônicos de Santa Catarina já está sendo programada para outras regiões em 2017, com o objetivo de ir além das tradicionais ofertas e preços abaixo da concorrência.

Post A Comment: