As garotas são da Herondina Medeiros Zeferino e foram bicampeãs do Pitch Technovation Challenge Floripa
  
Duas estudantes da Escola Básica Municipal de Florianópolis Herondina Medeiros Zeferino inventaram um aplicativo para ensinar as pessoas como e onde descartar certos tipos de lixo. Com isso, Julia Sena Amaral e Júlia Schäfer, ambas do nono ano, ajudaram a unidade dos Ingleses a se tornar bicampeã do Pitch Technovation Challenge Floripa, competição que está em sua segunda edição.

A dupla formou a equipe Time Safe Life e disputou com outros cinco times da Capital. As garotas conquistaram uma bolsa de estudos em uma escola de programação e tecnologia. O concurso é voltado apenas para meninas com o objetivo de desmistificar que tecnologia é uma área masculina.

A proposta do Technovation é que garotas de 10 a 18 anos criem um aplicativo que contribua na solução de problemas da comunidade. As estudantes se empenharam nos últimos três meses e desenvolveram o aplicativo para celular “Recycle Mapp”. Esse dispositivo possui um mapa interativo colaborativo com a localização de pontos de descarte de óleo de cozinha usado, pilhas e baterias, remédios vencidos e eletrônicos, principalmente. Elas participaram de encontros no Sebrae para programação e design do aplicativo, além de encontros frequentes na escola.

As estudantes realizaram pesquisas sobre a ideia do app. "Isso foi fundamental, pois caso houvesse mais aplicativos com a mesma funcionalidade, não haveria razão de desenvolvê-lo. É preciso pensar em algo inovador e necessário para as pessoas." diz a professora de Tecnologia Educacional Giselle Medeiros, que foi uma das mentoras das meninas junto com a professora de matemática Marijane de Souza Vieira da Silva.

"A solução que propomos foi fazer um mapa mostrando os locais de descarte mais próximos das pessoas, junto com informações educativas sobre o descarte correto”, explica a aluna Julia Sena Amaral.

De acordo com o secretário de Educação Maurício Fernandes Pereira, a iniciativa é de extrema importância para conscientizar as crianças e jovens do cuidado com o meio ambiente. “Esses produtos em especial não podem ser descartados de maneira indiscriminada. Sabendo os locais certos, o meio ambiente e a saúde do ser humano não são prejudicados”.

“No momento, o app não está acessível para fazer download, mas estamos buscando estratégias para disponibilizar na Play Store”, finaliza a professora Giselle.


Post A Comment: