Belezas naturais e o tempo bom ajudam a movimentar o turismo

O calor registrado no mês de agosto foi fator essencial para o incremento na taxa de ocupação dos hotéis da Grande Florianópolis, segundo levantamento do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (SHRBS). Das 6265 unidades habitacionais consultadas pela entidade, em 64 estabelecimentos, 2662 estiveram ocupadas durante o período – uma variação 3,63% maior que a registrada no ano passado. Este aumento foi puxado pela movimentação nos hotéis do centro e das praias, com 62,27% e 28,91% dos leitos utilizados, respectivamente.


Apesar destes bons números, no continente e nas regiões termais o resultado foi inverso, com queda de 8,44% e 3,49%. Para Estanislau Bresolin, presidente do Sindicato, o veranico fora de hora foi preponderante para esta leve recuperação. “Estamos registrando uma tendência de recuperação, apesar de tímida, também pela baixa inflação e taxas de juros, acenando para possível recuperação econômica”, afirma.


MÉDIA GERAL PONDERADA - Unidades Habitacionais Disponíveis x Ocupadas
Resumo da Taxa de Ocupação - Agosto  2017 em comparação com 2016

Unidades Disponíveis
Unidades Ocupadas
2016
2017
Variação
Geral
6265
2662
41,00%
42,49%
3,63%
Praias
2766
800
23,00%
28,91%
25,69%
Centro
2082
1296
55,10%
62,27%
13,00%
Continente
1137
466
44,80%
41,02%
-8,44%
Termais
280
99
36,80%
35,52%
-3,49%

Fonte SHRBS Fpolis: pesquisa realizada em 64 hotéis da Grande Florianópolis com 6265 Unidades Habitacionais Disponíveis.

Post A Comment: