Total Pageviews

FORMATURA DOS BOMBEIROS MIRINS

Compartilhe:
Foto: Divulgação /PMF
Uma turminha da Escola Básica Municipal de Florianópolis Adotiva Liberato Valentim, na Costeira do Pirajubaé, se formou como bombeiro mirim neste mês. 

O curso tem a finalidade de ensinar às crianças sobre as mais diversas atividades desenvolvidas pelo corpo de bombeiros em seu dia a dia. A formação é fruto de uma parceria entre a Secretaria de Educação (SME) e os profissionais do 1º Batalhão de Bombeiros Militar.

Durante o projeto, os estudantes aprenderam diversos assuntos relacionados ao tema de segurança doméstica e emergências cotidianas. Entre estes, destacam-se o atendimento de primeiros socorros, elementos constitutivos do fogo, riscos e comportamentos no meio aquático, ações preventivas no trânsito e o correto acionamento dos sistemas de emergência, através dos números 193 do Corpo de Bombeiros, 190 e 198 da Polícia Militar/ Polícia Militar Rodoviária e 192 do Samu. 

As atividades ocorreram dentro da unidade educativa com a presença dos professores, os bombeiros comunitários Kaio da Silva Caetano e Gilberto Luiz Santos foram os monitores da turma sob orientação pedagógica da escola. 

De acordo com o secretário municipal de Educação, Maurício Fernandes Pereira, um aspecto diferenciado desta unidade educativa foram as oficinas, em que as crianças aprenderam como se comunicar na Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). 

Para auxiliar no aprendizado estiveram presentes intérpretes da Gerência de Projetos Inovadores da SME.

Após formado, o grupo continua tendo encontros periódicos para colocar em prática outras atividades desenvolvidas durante o curso. 

O Comandante dos Bombeiros Militares da Capital, Tenente-Coronel Diogo Bahia Losso, descreve o projeto como mais uma das formas de aproximação da comunidade aos valores da Corporação. “Os estudantes realizam atividades práxis de primeiros socorros, noções de abandono em situações de emergência, riscos no meio aquático, visitas ao quartel, conhecem as viaturas e o cotidiano do profissional”, explica. 

Para o Coordenador de Prevenção da Secretaria, professor Charles Schnorr, os temas supracitados tornam estas 40 crianças mais conscientes para agirem em situações de emergência, tendo a noção principal que por mais que saibam o que fazer, nestes momentos.

    Assessoria de Comunicação Social | ASCOM
Compartilhe:

educação

últimas

Deixe um Comentário: